Teste de Rodapé 1

É Proibido a cópia do conteúdo desse blog sem colocar os devidos créditos. Plágio é crime: Código Penal, lei nº9610/98.

Prólogo


Como eu não percebo que tudo isso me edifica? Fazer-me totalitária só me prejudica. Seus olhos me deixam recaída, e sem qualquer abraço seu sinto-me perdida. Ousei em pensar que perduraria, que ao menos te ter eu conseguiria. Mas agora quem será que perdeu quem? Me desculpa por te fazer refém... Não negue que gostou da fantasia, que eu sei bem.
Seus olhos nos meus olhos, pura alegoria
Sua boca na minha boca, trêmula fantasia
Sua mão na minha agora era o que eu mais queria
Você foi embora sem se explicar, assim como eu fiz outrora quando estava lá. Nem podes ser mais meu apólogo, nossa história só teve um prólogo, que agora nem sei em que página está...

Solércia


Vejo-te como um contrato
Nunca queres saber o real fato
Não sacia com um só cigarro
Tem que levar todo o maço
Contrato
Do tipo sem nada concreto
Interesses
Tudo tem que ser completo
Bem que poderias ser ainda um feto
Solércia
E ainda tenta ser discreto...


Escrevo pra quem não merece.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger