Teste de Rodapé 1

É Proibido a cópia do conteúdo desse blog sem colocar os devidos créditos. Plágio é crime: Código Penal, lei nº9610/98.

Seria eu? Seria você?


 



Me arrependo de cada lágrima que derramei. De todas as linhas em branco que preenchi e te dei. Eram cartas que fiz, pelas ilusões que você me fez. Estúpida, eu, de pensar que mudaria. Louca, eu, de achar que feliz seria. Como pude me satisfazer com esse sentimento tão repugnante? Cada curtida errada, cada história mal contada, cada mentira que aguentei; que jurei que fosse a última. Cada incompreensão inócua, cada pergunta idiota. Você pensa que sou amada, com esse beijos grudentos? Acha que são abraços que me faz se sentir AMADA? Nem um cartão de crédito me compraria, com essa vida tão sem nada. Sem o respeito que mereço, e a compreensão que deveria merecer. Sabe o que eu desejo pra você? Crescer. Ah, seu ponto fraco? Me desculpe, ''estava fazendo as coisas e terminei me esquecendo''. Cada olhar indecente que você deu e pensou que eu não vi. Com a metade da sua idade, eu já havia quebrado um coração. Eu não vou sair dessa sem nenhum em mãos. Que seja o meu, o seu, ou de outro qualquer. Vou arrancar algum órgão para sentir-me mulher. Pois com o seu tratamento, me sinto um touro. Mulher? Quando eu me sentir mulher? Ah, essa eu respondo depois. Talvez um pouco antes, daquela webcam de vocês dois. Não venha me dizer que passo isso na sua cara. Eu esqueci, aprendi a conviver com isso. Mas cada dia que passa ao seu lado, me sinto no fundo do lixo. Você sabe que não sou uma qualquer, sabes que dentre as outras, sou a que você quer. Mas não parece. Se sabes tudo isso por que não faz por merecer? Realmente desse jeito vai ter alguém que irá perder.
Seria eu?
Seria você?

Nenhum comentário

Postar um comentário

Escrevo pra quem não merece.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger