Teste de Rodapé 1

É Proibido a cópia do conteúdo desse blog sem colocar os devidos créditos. Plágio é crime: Código Penal, lei nº9610/98.

Vida


 […] Queria tanto dormir com você hoje, queria tanto acordar e vê-lo ao meu lado. (<span class=
Eu quero passar a minha ao seu lado. Eu quero acordar todos os dias e ter que preparar café pra você. Quero que seja amado, que me mande uma sms do trabalho perguntando como eu tenho estado. Quero que o nosso amor perdure.. Que não seja aqueles romances infantis que sempre acaba. Me encontre. Estou te esperando há anos. Já tenho nossa história feita, nossos planos.
Não sei ainda quem é você, mas eu te amo.

domingo, 20 de novembro de 2011.

Lúgubre




Lúgubre dia em que te fiz a aurora
Não contida em nenhuma hora
Fúnebre estado no qual me converti
Apenas para te servir

Mesquinhos agradecimentos os que recebi
Recompensa? Pra que?  Não conheço mais a ti
Ó, quem eras?  E por que mudaste?
Ó, quem és? E por que ficaste?

Vá e não voltes
Ou volte e não se vá

Estou com a pessoa errada
Não foi a ti que conheci
Não foi a ti que me converti no estado fúnebre
Não foi a ti que te fiz a aurora naquele dia lúgubre

Quem és tu?
Quem sou eu?
És menos do que mereces o que dou
Sou mais do que pensas que sou

Vá e não voltes
Ou volte e não se vá

Agora é mais mesquinho ou menos merecido?
Não consigo entender
Nem você entenderá
Quando eu falar que esse texto é sem graça

Sem paixão
Sem coesão
Que nele tem tudo
Sem ter nada

Vá e não voltes
Ou volte e não se vá

Isso não foi hermético
Mas teve conteúdo
Aspiro seu entendimento
Nesse texto tão confuso

O que eu sinto é que de nada adiantará
Que consumi esses parágrafos só para me lisonjear
Quando ler, o que farás é elogiar
A forma como eu escrevo quando não quero falar

Vá e não voltes
Ou volte e não se vá

Fúria

apenas isso.

Seria eu? Seria você?


 



Me arrependo de cada lágrima que derramei. De todas as linhas em branco que preenchi e te dei. Eram cartas que fiz, pelas ilusões que você me fez. Estúpida, eu, de pensar que mudaria. Louca, eu, de achar que feliz seria. Como pude me satisfazer com esse sentimento tão repugnante? Cada curtida errada, cada história mal contada, cada mentira que aguentei; que jurei que fosse a última. Cada incompreensão inócua, cada pergunta idiota. Você pensa que sou amada, com esse beijos grudentos? Acha que são abraços que me faz se sentir AMADA? Nem um cartão de crédito me compraria, com essa vida tão sem nada. Sem o respeito que mereço, e a compreensão que deveria merecer. Sabe o que eu desejo pra você? Crescer. Ah, seu ponto fraco? Me desculpe, ''estava fazendo as coisas e terminei me esquecendo''. Cada olhar indecente que você deu e pensou que eu não vi. Com a metade da sua idade, eu já havia quebrado um coração. Eu não vou sair dessa sem nenhum em mãos. Que seja o meu, o seu, ou de outro qualquer. Vou arrancar algum órgão para sentir-me mulher. Pois com o seu tratamento, me sinto um touro. Mulher? Quando eu me sentir mulher? Ah, essa eu respondo depois. Talvez um pouco antes, daquela webcam de vocês dois. Não venha me dizer que passo isso na sua cara. Eu esqueci, aprendi a conviver com isso. Mas cada dia que passa ao seu lado, me sinto no fundo do lixo. Você sabe que não sou uma qualquer, sabes que dentre as outras, sou a que você quer. Mas não parece. Se sabes tudo isso por que não faz por merecer? Realmente desse jeito vai ter alguém que irá perder.
Seria eu?
Seria você?

Escrevo pra quem não merece.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger