Teste de Rodapé 1

É Proibido a cópia do conteúdo desse blog sem colocar os devidos créditos. Plágio é crime: Código Penal, lei nº9610/98.

Há uma esperança de te ter pra mim

Minha mente não me dá descanso, me irrita a cada momento que passa. Me sinto inútil, fraca. Isso não é mais um daqueles poemas idiotas, isso é o que eu sinto de verdade. Mas o que eu quero dizer não é nem metade. Eu não consigo entender, como pode acontecer? Eu tomei cuidado. Muito cuidado pra não me apaixonar por você. Mas nada do que eu faço adianta, todas as minhas atitudes me espanta. Tudo bem, você conseguiu o que queria. E agora vai ter que virar o rosto todo dia? Eu não preciso falar com você, nem dizer um oi. Mas quando eu te vejo, tento chamar sua atenção. Desejo muito pegar novamente na sua mão. Mas pra que? Ia doer mais, vê alguém pela segunda vez te deixar pra trás. Posso me esconder a noite, posso fugir dos pesadelos, posso desejar te ver nos meus sonhos, te desejo loucamente o tempo inteiro. Quero você comigo agora, eu te preciso. Não apenas agora, e se for possível para sempre. As vezes eu consigo ler sua mente. Talvez possa ser medo ou insegurança, e eu acho que ainda tenho alguma esperança. Não me esqueça, por favor. Se for preciso, faço sua cabeça. Eu te amo, pode até ser cedo demais pra dizer. Mas tarde vai ser quando eu te esquecer.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Escrevo pra quem não merece.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger